09/12/2022 às 13:34 Autoestima

Afinal, sabemos mesmo o que significa autoestima?

91
3min de leitura

Atualmente, fala-se bastante sobre a autoestima, porém, infelizmente, é um assunto tratado com pouca profundidade.

E com isso, quase sempre, essa palavra é associada apenas a parte estética, ao amor pelo nosso corpo e até mesmo a autoconfiança. Mas vai muito além disso.

A própria palavra tem muito a dizer: auto (relacionado a si mesmo) e estima (ato de gostar / amar / apreciar / desejar / valorizar). Ou seja, a autoestima é o ato de gostar de si mesmo, amar-se, valorizar-se. Para psicologia, a autoestima é a avaliação subjetiva que cada um faz de si.

Com a definição da palavra é possível entender que o significado é maior do que habitualmente encontramos. A palavra autoestima vai além de um conceito, também é uma prática e pode se manifestar de maneira positiva ou negativa - “alta autoestima” e “baixa autoestima”.

Muitas pessoas associam a autoestima apenas a algum resultado positivo. Um exemplo é quando se deseja emagrecer. Ao perder peso, a autoestima é associada à nova forma corporal. Mas, na verdade, a autoestima não é apenas o resultado obtido, é também o processo. Ao tomarmos uma decisão que diz respeito ao cuidado com nós mesmas, estamos praticando a autoestima. 

Então, a autoestima não pode ser considerada apenas como o resultado, mas sim o acúmulo das práticas, o caminho percorrido, após a tomada da decisão.

Claro que muitas vezes não conseguimos reconhecer os ganhos e as conquistas dos processos, do caminho percorrido e acabamos associando a autoestima apenas ao objetivo alcançado (ou não). E está tudo bem também! Devemos nos orgulhar das conquistas alcançadas e desfrutar delas é autocuidado.

Precisamos também dar valor as nossas pequenas vitórias, as nossas lutas diárias.

A construção da autoestima 

Elevar a autoestima é um treino, um processo diário de atenção, respeito, carinho, cuidado com a mulher mais importante da sua vida.

A sua construção começa na infância, a partir das experiências vividas e está relacionada às crenças, emoções e comportamentos. Por isso a importância do autoconhecimento no processo de elevação da autoestima, ele é a base para você entender e conhecer seus pontos fortes e seus limites. 

Exercer o autoconhecimento deve ser uma prática diária, que pode estar presente nas atividades mais habituais, mas que podem nos dizer muito sobre nós.

Estarmos abertas para identificarmos nossas qualidades e limitações, nossas necessidades e insatisfação, nossos desejos, medos e sonhos é estarmos dispostas a começarmos a percorrer o caminho para nos cuidarmos com amor e dedicação.

Através do autoconhecimento temos a possibilidade de escolha. E não existe nada mais individual e potente que nossas escolhas.

A consciência de que os passos para a elevação da autoestima estão em nossas mãos já é o início do processo e por menor que seja a ação praticada, devemos reconhecê-la e agradecer.

Pessoas que possuem autoestima elevada costumam ser mais fortes, resistem a situações adversas por acreditarem mais em seu próprio potencial.

Inicie hoje seu processo para elevação da sua autoestima. Será um trabalho de formiguinha, nem sempre fácil, mas valerá a pena.

Você já parou para notar o quão grande e incrível você é, mesmo com as feridas que carrega, com suas virtudes e seus defeitos, com sua maneira única de ser exatamente quem é, mesmo com todos os motivos para não enxergar isso, você é! E se você sorriu, é porque você ainda pode ser muito mais do que imagina.

Amanda Lantiê, escritora do livro Bem me quero - Em todos os sentidos


09 Dez 2022

Afinal, sabemos mesmo o que significa autoestima?

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Tags

autoestima

Quem viu também curtiu

16 de Mar de 2023

08 objeções ao Ensaio Sensual

17 de Jan de 2023

05 motivos para você fazer um ensaio sensual além do óbvio

14 de Dez de 2022

A autoestima e o ensaio sensual 

Olá esplêndida, em que posso ajudar? Sinta-se a vontade em me chamar no WhatsApp.
Logo do Whatsapp